terça-feira, 24 de Setembro de 2013



Como escolher a cidade para melhorar seu inglês

A melhor opção para melhorar uma língua estrangeira é passar um determinado período no país onde a língua é oficial. Mas como escolher o melhor destino?

Se a decisão for realizar um curso de inglês, as opções ficarão entre Estados Unidos, o Canadá, a Austrália ou a Inglaterra, principalmente. Esta última, a terra mãe da língua inglesa, é uma das fortes candidatas à escolha dos intercambistas.

Na Inglaterra muitas cidades possuem excelentes escolas de língua inglesa para estrangeiros, e o melhor, você pode aliar passeios turísticos nos fins de semana.

Londres é um destino disputado pelos estudantes, a capital inglesa é imersa em uma vibrante vida cultural, de várias cores e opções. A cidade oferece incontáveis maneiras de diversão, entretenimento, passeios, e claro, aprendizado para quem quer melhorar a fluência na língua local.

Um curso de inglês é uma ótima maneira de adentrar em outro universo, conhecer a maneira de pensar da população que fala a língua, conhecer os hábitos locais e desfrutar desse passeio pelo que é novo.

O tempo de intercâmbio pode variar de 4 semanas, o ano inteiro ou até mais, depende do estudante. Há alguns tipos que incluem parte do tempo com trabalho, tudo isso é decidido bem antes da viagem. Outra escolha importante é que tipo de estadia você deseja, há as casas estudantis ou casas de famílias.

As casas estudantis são prédios com quartos e banheiros compartilhados com outros estudantes, mas tem a opção de quartos individuais, com a área da cozinha comum a outros quartos. Já nas casas de família você pode conhecer a atmosfera de uma casa inglesa e o dia a dia da vida local. É possível incluir café da manhã, almoço e jantar ou uma das opções.

Muitas escolas oferecem viagens em grupos nos finais de semana com preços bem mais baratos, são ônibus para estudantes, é uma oportunidade de conhecer mais pessoas de outras instituições de ensino e visitar várias cidades do Reino Unido. Por isso é bom ter uma reserva em dinheiro para usufruir melhor o tempo.

Os passeios em Londres que nenhum estudante pode perder: Palácio de Buckingham, Big Ben, London Eye, Lodon Tower, National Gallery, Royal Opera House, Covent Garden, entre muitos outros. Os pubs ingleses são imperdíveis e não deixe de provar o famoso Fish and chips.

O estudante deve apresentar comprovantes financeiros para o período de estadia, assim como cartão de crédito ou dinheiro em cash para serem mostrados na hora da entrada no país, caso seja requerido na alfândega. É obrigatório o seguro viagem internacional e muito importante para qualquer imprevisto no país, já que você será morador temporariamente. E toda documentação referente ao curso, inclusive visto para período superior a 6 meses.

As cidades mais escolhidas para intercâmbio na Inglaterra, além de Londres, são: Cambridge, Brighton, Yorkshire, Birmingham, Bournemouth, Oxford. Casa cidade tem suas especificidades e antes de você optar procure todos os detalhes, inclusive o preço.

E você, já teve experiência em um intercâmbio? Como foi?

quinta-feira, 23 de Maio de 2013

Tempo de viajar


Tempo de viajar

O Verão está a chegar a toda a Europa e está a chegar a altura em que há mais viagens pela Europa, se optar por viajar até ao final de Junho, ainda se apanha a Primavera que na minha opinião é a altura do ano ideal para se viajar, o tempo não está demasiado quente em alguns países, tornando os passeios pela cidade mais agradáveis e menos sufocantes.

Isto se a opção for viajar para conhecer cidades e países, se no entanto a opção for o turismo de Sol e Praia, nesse caso a melhor opção é o final do mês de Junho e todo o mês de Julho, com boas temperaturas e as águas do oceano com a temperatura agradável para se estar de molho.

Quem optar por viajar pela Europa, deve começar a tratar de tudo agora, pois na época alta europeia que são os meses de Verão, em muitos países é quase impossível reservar um quarto, estando tudo cheio de turistas.

Façamos então uma lista do que se deve começar a tratar:

Primeiro, tratar dos vistos para os países que os pedem, e não esquecer que a Europa tem dois espaços de circulação, um dos quais é o espaço Schengen, em que entrando numa das fronteiras se pode circular livremente em todo os países que estejam dentro deste espaço. Fora deste espaço alguns países requerem visto a não residentes na Europa, por isso é da maior conveniência tratar com bastante antecedência destes pormenores burocráticos.

Segundo, após ter a parte burocrática toda tratada, que tal delinear os percursos e rotas do que quer visitar. Esta fase da preparação por vezes é tão emocionante como a própria viagem, planeie, mas deixe algum espaço para o improviso. Em todas as viagens há surpresas muito agradáveis que por vezes nos levam a alterar os planos iniciais. E sabemos como as surpresas quando são agradáveis podem nos influenciar e muito.

Aproveitando de estar a falar de surpresas, em contrapartida, podem existir algumas surpresas desagradáveis, e para essas a prevenção é outra e na forma de um seguro de viagem internacional que possa cobrir todo o tipo de imprevistos, desde a simples perda de bagagem, passando pela perda ou roubo de documentos até aos problemas relacionados com doenças.

Mas continuando com o planeamento, de acordo com o que vai visitar, não se esqueça de outra coisa muito importante. Na sua bagagem deve sempre levar um agasalho mais forte, para os dias em que mesmo sendo Verão, pode estar frio ou condições desagradáveis e se tiver algum problema de saúde, deve andar com uma explicação desse problema, escrito num idioma internacionalmente reconhecido, como por exemplo o inglês, de modo a estar mais seguro se acontecer alguma coisa.

Relembrando então o que precisa, Vistos, Reservas, Seguros e especialmente Boa disposição.

Viagens


O que é importante quando se viaja?

Na organização de uma viagem, seja de trabalho ou de lazer, você deve ter um planeamento do tudo, de modo a que todos os imprevistos estejam cobertos.

Normalmente quando ai viajar, o que faz? Para além de tratar dos vistos quando é necessário, e de comprar as viagens, você marca o hotel, informa-se sobre o destino e parte para o aeroporto.

Olhe bem para a lista acima, tem a certeza de que tratou de tudo mesmo para que a sua viagem seja feita com segurança e sem sobressaltos? Ou pensa que estará faltando alguma coisa…

Pois bem o que falta na lista que elaborou, é um seguro de viagem internacional e vou passar a explicar o porquê dessa falha, e as razões porque deve fazer um seguro deste tipo quando viaja para o exterior.

Quando uma pessoa viaja em laser, em turismo para visitar outro país, geralmente pensa apenas em tudo o que vai encontrar de bom, monumentos e cidades para visitar, boa gastronomia, museus ou paisagens deslumbrantes. Mas imprevistos acontecem e nessas alturas convém estar protegido contra o que possa acontecer.

Entre os imprevistos que um seguro de viagem internacional cobre, está um que é muito comum, e que pode deixar qualquer um à beira de um ataque de nervos, e que é a perda da bagagem. Consegue imaginar o estresse que é chegar a uma cidade distante, apenas com a roupa que tem no corpo, após horas de viagem?

Mas há outros imprevistos e acasos que podem ocorrer no destino, como a possibilidade de ter uma doença súbita, que lhe vais estragar completamente uma parte das suas férias. Ora estando protegido com este tipo de seguro, há pelo menos uma coisa que não vai ficar estragada, que é a sua carteira ou conta bancária, pois muitas despesas são cobertas por um seguro de viagem.

Viajando em trabalho, as preocupações são as mesmas ou maiores, pois neste caso pode transportar alguns bens associados à sua atividade profissional e que sejam absolutamente necessários, como um computador laptop que vai precisar para fazer as suas apresentações.

Se perde um aparelho destes, pode ver a sua viagem de trabalho comprometida, e ter de adquirir outro computador, não se esqueça de colocar os seus apetrechos de trabalho na lista dos bens a serem seguros em viagem. Ah, e muito importante, se levar consigo uma apresentação, não se esqueça de levar uma cópia de reserva numa pen ou num disco separado. É que por muito bom que seja o seguro de viagem, ele não vai conseguir recuperar o trabalho que tinha armazenado no seu laptop!

sexta-feira, 18 de Maio de 2012

Vantagens e desvantagens das Scooter electricas


Scooters elétricas – prós e contras

Com a crise mundial e o aumento constante dos combustíveis de origem fóssil, as deslocações em veículos motorizados está a tornar-se cada vez mais cara pelo que muitas pessoas estão a procurar alternativas que lhes façam poupar muito dinheiro quando necessitam de se deslocar.

E quando pensamos em transportes de baixo custo, é muito fácil lembrarmo-nos logo do transporte em duas rodas, as scooters, e as que nos aumentam os níveis de poupança são as scooters elétricas.

Mas como em tudo, as scooters elétricas têm vantagens e desvantagens, podemos começar por listar as vantagens que estas motorizadas elétricas nos podem dar:

·         Não poluem: Sendo exclusivamente movidas a energia elétrica estas scooters tem a característica muito importante de serem não poluentes, não emitindo qualquer partícula de CO2 para a atmosfera, o que o Planeta agradece, pois permite baixar o nível de poluição em grandes cidades, que é o seu local de eleição para deslocações;

·         Incentivos fiscais: Normalmente os governos dão incentivos fiscais à compra deste tipo de veículos, pois sendo não poluentes, melhoram a qualidade do ar, e para além disso aumentam a poupança dos Estados em importação de combustíveis fosseis;

·         São silenciosas: Dado que estão equipadas com motores elétricos, são muito silenciosas, pois estes motores não tem tecnologia de explosão de combustível, nem peças móveis que aumentem o ruido da scooter, no entanto esta vantagem pode ser também considerada uma desvantagem de que falaremos mais à frente;

·         Manutenção barata: O tipo de motor que equipa estas scooters não precisa de muita manutenção, sendo esta muito fácil e prática o que implica o seu preço baixo e uma maior economia ao longo do tempo;

·         Rapidez de arranque: Um motor a combustível fóssil, gasolina ou semelhante, precisa normalmente de um tempo para que o combustível circule, seja aquecido e entre em ignição para iniciar a marcham pois bem com um motor elétrico basta carregar num botão e arrancar, já está.

Como tinha dito, as scooters elétricas não tem só vantagens, tem também algumas desvantagens, embora possam ser poucas aqui fica a lista delas:

·         Preço inicial elevado: Sendo economicamente mais vantajosas noutros campos como o consumo e a manutenção, tem no entanto um investimento inicial mais alto, pois são mais caras podendo os seus preços variar entre os 1.700 e os 8.000 euros);

·         Autonomia reduzida: A tecnologia de alimentação por bateria ainda não permite que tenham uma autonomia muito elevada, sendo por isso ideais para o uso na cidade, mas não para circular em estrada para distâncias elevadas;

·         Rede de abastecimento: Podendo ser carregadas em casa ou numa tomada da rede elétrica isso pode ser considerado uma vantagem, no entanto a rede pública de abastecimento elétrico para veículos elétricos é muito reduzida;

·         Fabrico chinês: Uma grande parte destas scooters elétricas é fabricada na China, o que ainda lhes dá em muitas marcas uma imagem de má qualidade geral.

Pesando bem os prós e os contras, no entanto acho que as scooters elétricas são um bom investimento de futuro, pois permitem uma grande economia a longo prazo.

quinta-feira, 17 de Maio de 2012

Donna Summer 1948 - 2012


Donna Summer faleceu aos 63 anos vítima de cancro de que sofria há vários anos. Segundo a família a cantora acreditava que o cancro do pulmão de que padecia, tinha sido causado por partículas toxicas inaladas por altura do 9/11.

Donna Summer era uma das rainhas do Disco Sound tendo ganho ao longo da sua carreira cinco prémios Grammy e estava a trabalhar até há pouco tempo em mais um álbum de originais.

Nos anos setenta do século XX, Donna Summer assumiu a sua condição de estrela, depois de ter lançado grandes êxitos como, “Last Dance”, “Hot Stuff” e “Bad Girls”

Já na década seguinte, nos anos oitenta, teve grandes êxitos com "She Works Hard for the Money" e "This Time I Know It's for Real."

Influenciou vários músicos na área da música de dança, pelo que ficara sempre ligada ao desenvolvimento que a música e o divertimento tiveram nos anos setenta e oitenta.

Trabalhou até praticamente ao fim, tentando deixar pronto um álbum completo com os seus últimos trabalhos musicais.

Mal se soube da sua morte, os fãs e celebridades correram a deixar mensagens emocionadas no twitter , amigos e celebridades inundaram o twitter com condolências e mensagens de saudade.

Conhecidos do grande público , como os Duran Duran, a drag queen RuPaul  que escreveu que a sua ultima dança ficará no seu coração para sempre, ou Tommy Davidson  que acompanhou Donna Summer no início da sua carreira e que enaltece o profissionalismo da diva do disco sound que utilizou a música para unir as pessoas.

2012 Piaggio X10 125


A nova 2012 Piaggio X10 125 é uma das mais modernas scooters do mercado, com um design atraente e inovador, muito aerodinâmica visto que foi desenvolvida em túnel de vento, de modo a otimizar todas as linhas e a torná-la mais eficaz no modo de ataque ao trânsito intenso.

Tendo um design que lhe consegue aumentar a dinâmica do movimento, podemos compará-la a uma moto desportiva, estando mais próximo deste tipo de veículos do que propriamente da categoria das scooters.

Talvez devido a esse facto, a 2012 Piaggio X10 125 foi inserida na categoria Gran Turismo da marca Piaggio.

Analisando a nova 2012 Piaggio X10 125, podemos dizer que é um catálogo completo de tecnologia e eletrónica. Esta vertente tecnológica pode ser verificada através da lista de acessórios que tem incorporados, tais como, ajuste elétrico da suspensão traseira, duplo ABS, travão de estacionamento, computador de bordo com monitor LCD entre muitos outros.

O ajuste elétrico da suspensão traseira e a inclusão de amortecedores de longo curso oferecem ao condutor o máximo conforto e grande prazer de condução.

Esta 2012 Piaggio X10 125, para além disso vem equipada com um grupo ótico exclusivo da Piaggio formado por diversos refletores bem como por um farol de DRL – Day Running Lights todos com tecnologia de LED que conseguem fornecer mais 10% de potência de luz do que os faróis e refletores convencionais.

Para além desta montra de tecnologia, a 2012 Piaggio X10 125 é um dos exemplos flagrantes do design italiano de veículos motorizados, possuindo uma estética muito avançada e que para além disso é também muito confortável para os ocupantes, condutor e passageiro.

Sendo da categoria das motos Gran Turismo, não é de estranhar que possua grande espaço de armazenamento, para além dos três compartimentos porta luvas para ainda armazenar qualquer outro objeto de que necessite para uma grande viagem.

Para além da 2012 Piaggio X10 125, a família X10 é composta pelos modelos 350 e 500, sendo então que a família completa é composta pela 125, 350 e 500 cujas grandes diferenças estão apenas ligadas à motorização de cada uma delas. Esta diferença de motores destina-se a ter um grupo alvo mais alargado, composto pelos condutores de circuito citadino e pelos condutores que querem uma scooter confortável para condução em estrada.

Seja qual for o modelo desde a 2012 Piaggio X10 125 até ao modelo 500, todas estas maxiscooters vem equipadas com um sistema de lubrificação com cárter seco e embraiagem multidiscos.

Podemos considerar que ter uma 2012 Piaggio X10 125 alia o luxo ao conforto, sendo uma scooter cujo design não deixa ninguém indiferente e consideramos ainda que a família X10 vai contribuir para aumentar o prestigio e o sucesso da marca Piaggio.

Piaggio X10 125 – Technical Specifications


Engine: Single-cylinder 4-stroke
Engine capacity: 124 cm³
Bore x Stroke: 57 x 48.6 mm
Timing: 4-valve single overhead camshaft (S.O.H.C.)
Cooling: Liquid
Lubrication: Wet sump
Starter: Electric
Gearbox: Speed CVT with torque server
Clutch: Automatic dry centrifugal clutch with vibration dampers
Chassis: Double-cradle chassis in high strength steel tube
Front suspension: Hydraulic telescopic fork, Ø35 (115 mm travel)
Rear suspension: 2 double-acting hydraulic shock absorbers with adjustable spring preloading in 4 positions. 100 mm vertical wheel travel
Front brake: Hydraulic with dual stainless steel disc Ø 280 mm and double piston floating calliper
Rear brake: Hydraulic with stainless steel disc Ø 240 mm and double piston floating calliper
Front tyre: Tubeless 120/70 – 15”
Rear tyre: Tubeless 150/70 - 13”
Length: 2250 mm
Width: 790 mm (without mirrors)
Saddle height: 760 mm
Wheelbase: 1621 mm
Tank: 15 litres (including 2 litre reserve)
Emissions: Euro 3


2012 Honda Wave 110i

A nova 2012 Honda Wave 110i é uma scooter de muito fácil utilização, leve e muito dinâmica, possui um motor monocilíndrico a quatro tempos de injeção de combustível e uma cilindrada de 109 cc, sendo bastante económica e leve.
Cada depósito de combustível permite efetuar aproximadamente 210 Kms, o que a deve tornar uma das mais económica scooters do mercado.
A 2012 Honda Wave 110i foi precisamente desenvolvida para ser acessível a um público alvo muito alargado e cuja maior preocupação seja ter um meio que lhes permita deslocarem-se a preços reduzidos.
A economia desta 2012 Honda Wave 110i pode ser considerada como um três em um, economia na compra devido ao seu baixo preço de compra, economia na manutenção, pois sendo uma scooter muito simples, é de fácil manutenção e economia nos abastecimentos, pois as distância percorridas por litro de combustível são elevadas.
Tem apesar de tudo um motor potente, que estando montado num quadro muito compacto lhe dá uma grande agilidade e facilidade de manobra no trânsito intenso. Quase a podemos comparar a uma bicicleta a motor, devido ao design que tem.
A potência de utilização é-lhe dada pelo excelente motor combinado com uma transmissão de 4 velocidades e arranque elétrico automático.
As rodas de 17” em conjunto com o travão de disco, dianteiro, dá-lhe uma grande potência de travagem mesmo em situações extremas.
Na realidade esta 2012 Honda Wave 110i, é uma scooter que foi construída para cidade, sendo o seu meio natural de movimento, o meio urbano e citadino de cidades de tráfego intenso.
Para quem precisa de grande agilidade de movimentos esta 2012 Honda Wave 110i é a scooter ideal.